10 de ago de 2012

Ato público manifesta reivindicações dos profissionais da educação.



    Educadores, alunos e outros servidores da educação das redes estadual e federal fizeram uma aula aberta a comunidade. O ato público, hoje (10), pela manhã, foi realizado na Praça Brasil. O objetivo era mostrar de uma maneira educativa as reivindicações da categoria. “Em maio decidimos que em agosto retomaríamos as manifestações”, falou a professora Maria Celma Oliveira, presidente da subsede do Sintep – Rondonópolis.

    Trabalhos científicos foram apresentados e serviços oferecidos a comunidade. Os professores da UFMT e do Instituto Federal de Mato Grosso, que estão em greve, apoiara também participaram. “A educação só é prioridade em época de eleição”, disse Antônio Gonçalves, o professor Tati, presidente da Adufmat – Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso.

    As principais reivindicações da categoria são: elevação da categoria para R$ 1.937,26, equiparação dos salários dos professores e outros servidores estaduais, preenchimento dos cargos em aberto, entre outros. “Não há nenhum sinal de greve. Essa decisão é tomada, em assembleia, pelos integrantes do Sintep”, explicou Maria Celma. O sindicato em outras regiões de Mato Grosso também deve promover manifestos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua Opinião é muito importante para futuras melhorias no Blog do CAMAT/UFMT/CUR...

Agradecemos pelos comentários.